Cinema

Filmes de janeiro: vampiros, zumbis e outros

Antes tinha uma categoria aqui no blog que se chamava “Piores Filmes” para o gênero terror – já que eu amo, mas é super-mega-blaster difícil encontrar um legal no meio de tantos filmes ruins. Acontece que, depois de “O Exorcista” e “Entrevista com Vampiro”, perco a vontade de ver qualquer filme de Terror porque só pela imagem/sinopse já sei que será fraco. Por isso a categoria tinha ficado no limbo.

Maaaas, como gosto muito de ver filmes, decidi compartilhar com vocês os últimos que vi no mês (talvez os próximos serão semanais para não ficar gigante como esse post) e, a partir de hoje, o “Piores Filmes” agora é um selo de “ruinzice”. 

Lembrando que não sou expert no assunto. Abaixo deixo minha opinião geral para que possam entender melhor meu gosto pessoal:

  • Não gosto de clichês; cópia da cópia; mesmices.
  • Não gosto de forçação de barra; o irreal mesmo num mundo irreal.
  • Não gosto de estórias de amor rasas só para ter romance no meio do filme.
  • Não gosto de “atores modelos”, do tipo que só tem beleza.

 

 

Drácula – A História Nunca Contada 

Dracula Untold – Terror, 2014

piores-filmes-de-terror---biayzawa-JAN2015

Sinopse básica: A estória de um Drácula sem sal numa época que nunca existiu na História.

Por que detestei?
  1. Drácula bonzinho? Oi?
  2. Extremamente irreal mesmo numa estória irreal.
  3. Erros de História (não tem nada a ver com a Era Medieval) e de roteiro.
  4. Atores fracos (exceto por um que mal apareceu).
Explicação – SPOILER ALERT

1. Mostraram um Drácula que é romântico e mais preocupado com a esposa do que com seu próprio reino. Que tipo de Drácula é esse? #WhatTheHell?

2. O Drácula era um cara normal até conseguir o poder de um vampiro (não morrer, sentidos apurados etc.). Ao virar vampiro, ele teria que ficar sedento por sangue – só que ele não fica louco por sangue, ele não fica enfraquecido por não se alimentar de sangue e, ainda, consegue derrotar mil soldados turcos SOZINHO – Oi?

3. Os erros:

Erros de História: na Era Medieval as crianças não eram consideradas crianças do modo como nós consideramos hoje. Elas trabalhavam desde cedo, se vestiam como adultos e eram tratadas como adultos. No filme, eles acham um absurdo que os turcos queiram recrutar garotos com 15 anos de idade para lutar na guerra. Pior do que isso, a mulher do Drácula parece que tem 21 anos de idade; sendo que ela tem um filho com 10 anos de idade. Pergunta: com quantos anos ela engravidou então? Se um menino de 15 anos não pode ir à luta, por que uma menina de 11 anos pode engravidar? Ai!

Erros de roteiro: a) Drácula vira vampiro para salvar seu reino dos turcos, mas no final a população do reino fica vamp e ele resolve matar todos – Então toda essa luta foi para quê? b) No final do filme, brotam outras pessoas que eram para ser do reino – de onde surgiram se a maioria tinha morrido? c) A esposa cai de um morro com, mais ou menos, 100 metros de altura. Aí, no chão, ela está inteira e ainda viva o suficiente para conversar um pouco com o Drácula – Oooooi? d) No momento que a esposa despenca do morro, seu filho estava lá em cima com ela. No momento que ela cai, o filho já está lá embaixo. Em que mundo a velocidade da queda é mais lenta do que descer 100 metros de escada?

4. O Drácula podia ser mais bravinho e revoltado. A esposa do Drácula podia ser mais mulher, mais madura e menos infantil. No início do filme, cheguei a pensar que ela fosse a filha mais velha dele, só para terem uma ideia. O único ator que salva é o vampiro das cavernas, mas o coitado nem aparece direito.

 

Guerra Mundial Z

World War Z – Ação/Suspense, 2013

piores-filmes-de-zumbi---biayzawa-JAN2015--02

Sinopse básica: um vírus ataca a humanidade e a transforma em zumbi.

Bom ou ruim?

Mais ruim do que bom. A estória é clichê, tem vários momentos forçados, mas dá para ver e ficar no suspense. Gosto dos atores, isso ajudou a não piorar a situação.

Explicação – SPOILER ALERT

É clichê porque tem a mesma historinha de “começou com um vírus lá em outro continente”, os Estados Unidos sempre aparece como herói, o ator principal é o herói dos heróis.

As forçações de barra: Brad Pitt não se machuca jamais; o avião cai pertinho do lugar onde ele queria chegar; todo mundo ao redor dele vai morrendo, menos ele e a família; e tudo isso é muito óbvio desde o começo do filme (você sabe que tudo vai acabar bem e que ele e a família vão sobreviver).

 

Tudo por Justiça

Out Of The Furnace – Drama/Suspense, 2013

filme-tudo-por-justiça---biayzawa

Sinopse básica: dois irmãos, de renda média-baixa, na vida adulta. O mais velho é trabalhador e responsável, enquanto o mais novo é revoltado.

PONTOS POSITIVOS
  • Christian Bale e sua atuação: As expressões dele são ótimas.
  • Woody Harrelson e Willen Dafoe integram um elenco muito bom.
  • A fografia é bonita.
PONTOS NEGATIVOS

A estória é meio sem sal: começa, termina e ponto final. O filme tem cenas violentas que eram para nos causar repúdio, mas isso acontece na cena inicial e pára por ali. A gente passa a detestar um cara, mas as cenas seguintes vão se tornando cada vez mais óbvias e a gente descobre logo o final. Por isso tudo não causa um envolvimento e nem impacto. É aquele filme que acaba ali e morre ali.

 

Versos de um Crime

Kill Your Darling – DRAMA, 2013

filme-versos-de-um-crime-resenha-biayzawa

Sinopse básica: história do poeta Allen Ginsberg, 1944 – início da faculdade, aspirações e paixões.

 

PONTOS POSITIVOS

A história é louca no início, mas no final tudo vai se encaixando. Por um lado, mostra a energia da juventude e o desejo pelo “novo”, a busca pelo diferente e inusitado. Após uma complicação no enredo, Allen percebe as dificuldades de saber apenas um lado da história.

PONTOS NEGATIVOS
  1. Amava o Dexter, mas sei que ele não é um bom ator.
  2. A história parece que vai ser uma coisa e termina como se fosse outra.

 

 

Meu Malvado Favorito

Despicable Me-  Animação, 2010

filme-malvado-favorito-biayzawa-jan2015

Sinopse básica: Precisa? Acho que só eu não tinha visto esse desenho ainda, né?

Gosto muito de animações, mas juro que não tinha nada que me atraísse tanto, mesmo depois que os minions ficaram famosos. Mas de tanto ver memes e tudo mais, achei que tinha que ver.

PONTOS POSITIVOS
  • amei que o Gru lembra demais o ator Stve Carell – comecei a gostar dele depois que viciei em “The Office” e ADORO as expressões engraçadas dele, dou risada só de ver aquele olhar desconfiado.
  • a animação (3D) é perfeita.
  • tem partes engraçadinhas.
PONTOS NEGATIVOS

É uma história bonitinha, engraçada e infantil. As crianças vão amar e os adultos vão achar legalzinho e fofo, mas não tem nada que vai deixar inesquecível para nós, adultos. Minha animação infantil favorita continua sendo “UP, nas alturas”: é legal, fofo e ainda tem esse tempero a mais do “inesquecível”, sabe?

Meu Malvado Favorito 2

Gostei mais do que o primeiro. Nesse os minions tem mais vida e são mais engraçados. O Gru continua engraçado e a Agnes fica mais fofa ainda.

 

Bia por aí:
instagrambloglovin-2goolgle-plus-2twitter-2

8 motivos para ver a série Hannibal

Amo o gênero terror, mas é raríssimo achar um decente no meio de tantas histórias clichês e bobas, por isso mesmo criei o Piores Filmes. Mas existe uma série que reúne todas as características capazes de criar um trama excelente – Hannibal. Pela primeira vez vejo um serial killer que realmente dá medo e, gente, tô apaixonada pela série! Eu e Neto vimos as duas temporadas da série em menos de um mês e agora simplesmente não sei como vou conseguir esperar pela terceira de Hannibal sair. Se você não conhece e gosta de histórias sobre serial killers, você precisa ver!

Hannibal serie resenha biayzawa

 8. Enredo

Em duas temporadas um enredo maravilhoso se desenvolveu e de longe supera todos os filmes já criados sobre Hannibal. A primeira temporada começa com um ritmo tranquilo em que vamos conhecendo os personagens e o suspense vai crescendo, com o final no ápice. A segunda começa num clima tenso, mostrando cenas futuras e fazendo com que os espectadores fiquem ainda mais curiosos para saber o que está acontecendo naquele momento.

7. Trilha sonora

A música dos primeiros episódios lembra demais o filme O Iluminado, de Kubrick. O clima de tensão/supense com certeza ganha outra dimensão com a música que traz as sensações de dúvida, medo e apreensão. Música por Brian Reitzell.

6. Fotografia

Com certeza essa série conta com uma boa equipe de fotografia, cinematografia e direção de arte. Cenas da paisagem ao redor da casa do professor Will, as do interior da mansão de Lecter e até mesmo o que era para ser cenas horripilantes de assassinatos viram obras de arte. Conta com nomes como Brad Milburn (Chicago) e Matthew Davies (Ensaio sobre uma cegueira).

5. Atores

O fracasso ou sucesso de uma série está muito relacionado ao elenco. Esse conta com atores veteranos como Laurence Fishburn (Matrix) e Mad Mikkelsen (A caça); e novatos talentosos como Michael Pitt (Os Sonhadores).

4. Referências

A série está recheada de referências a outros filmes famosos, tal como O Iluminado. Além da trilha sonora mencionada, os primeiros episódios possuem cenas bem óbvias de suas inspirações. É um bom exercício de memória para os mais detalhistas e cinéfilos.

3. Apetitoso

Se você for como eu e fica com vontade de comer algo só porque viu na tela, saiba que Hannibal possui cenas incríveis com muito vinho e pratos bem elaborados que mais parecem obras de arte. O personagem ainda conta com o refinamento de um verdadeiro chef de cozinha que prepara seus pratos com paixão. O doutor Lecter faz de tudo, até mesmo cerveja artesanal, pode uma coisa dessas?

2. Medo!

Dexter é romance e Walking Dead é ação perto da série Hannibal. A história é de um psicopata extremamente inteligente que tem um comportamento aparentemente normal. O medo vem através de cenas bem elaboradas da mente de Will, o professor que ajuda o FBI a investigar casos de assassinatos; somado com cenas que dão agonia.

1. Hannibal Lecter

A série gira em torno desse personagem que é: médico psiquiatra, desenhista, chef de cozinha, sommelier, amante de música, esportista; além de ser elegante, bonito e charmoso. E para a infelicidade de todas, ele é um psicopata canibal. Simplesmente um personagem bem curioso e um tanto macabro. Hannibal é interpretado pelo excelente ator Mad Mikkelsen.

Alguém mais vê a série?

 

Piores filmes de setembro (suspense)

piores filmes suspense

Segundo Piores Filmes que aparece no blog, dessa vez na categoria de suspense. Já tinha contado, mas vale relembrar que eu e o Neto gostamos muito de filmes, principalmente terror, suspense e drama. E nós somos bem chatos. Não sei bem o motivo (haha), talvez porque já vimos muitos e quando uma história começa a usar clichês, a gente já percebe de longe. Nesse mês de setembro vimos dois filmes que são mais suspense do que terror: Mama e Aura.

MAMA

Mama | Mamá (2013 – Espanha/Canadá)

Sinopse básica: Duas crianças são encontradas numa casa abandonada depois de anos desaparecidas. Com os pais mortos, o tio e sua namorada ficam responsáveis por elas. As meninas chamam por “mamá”, algo que o médico acredita ser uma invenção das duas crianças para uma entidade de mãe. Depois que barulhos esquisitos são escutados dentro da casa, o mistério começa e “mamá” pode não ser apenas parte do imaginário das meninas.

Minha avaliação: 4 (nota varia de zero a dez)

Motivo: A história até que é interessante e tinha tudo para dar um bom filme, mas quiseram mostrar uma história longa em 1h e 40 min, deixando o filme bobo porque algumas partes ficaram rápidas demais e toscamente feitas. Poderiam cortar alguns trechos e enfatizar o mais importante, deixando o filme com cara de sério. Também não gosto quando resolvem mostrar o rosto do que seria o monstro/fantasma/bicho-papão. Não precisa mostrar porque acaba ficando tudo tão artificial que, se você tinha um pingo de medo antes, depois que vê um treco extremamente computadorizado, perde a graça na hora. E ah! Eu sendo mulher, obviamente que noto alguns detalhes que me dão nos nervos. A namorada do tio faz o papel de roqueira, ok. Mas em toda cena, TODA cena, ela está com os olhos perfeitamente esfumados com sombra preta. Não é um borrão de lápis preto, é uma sombra delicadamente esfumada do tipo que só um maquiador profissional faria para um desfile de uma grife de luxo. Então, alguém me diz qual a chance de conhecer uma roqueira que faz maquiagem delicada e glamourosa para ficar em casa e dormir? Não existe, né? Mania de filme hollywoodiano de querer deixar todo mundo muito perfeito acaba deixando tudo com muita cara de fake. Filme, para mim, tem que ter algo minimamente real que me faça mergulhar na história. Filme fake vai ser visto como história fake e isso não tem graça nenhuma.

Cálculo da nota:

História: 2,5 / 4
Atores: 1 / 3
Medo/Suspense: 0 / 2
Estética: 0,5 / 1

AURAAura | El Aura (2005. Espanha/Argentina)

Sinopse básica: o personagem principal é um homem inteligente com memória fotográfica (aquelas pessoas que tem a habilidade de se lembrar facilmente de tudo que viu, leu, viveu) e ele sonha em participar de algo “grandioso” como um assalto a um banco. Depois de um evento, ele enxerga a possibilidade de se infiltrar num projeto de um assalto.

Minha avaliação: 7

Motivo: No geral eu gostei, mas preciso dizer que quase morri de tédio durante 1 hora e meia de filme. Depois desse tempo, tudo fica bem mais interessante, por isso aconselho a ver não muito tarde da noite porque é capaz de dar sono antes da parte boa começar. O mais legal do filme é o que reclamei no ‘Mamá': esse tem cara de real. Os personagens parecem estar realmente no meio do mato, parecem ladrões, parecem pessoas de verdade. Também gostei que tem aquilo de “não sei o que aconteceu”, sabe? Então deixa a imaginação trabalhar e a gente fica mais curioso e pensativo sobre a história toda. O que não gostei: o começo. Muita enrolação, muita cena parada para um filme de suspense. Até gosto de filmes mais vagarosos, mas não em filme de suspense! Estava com aquela vontade louca de sentir medo, de querer resolver mentalmente quem foi que matou quem… E aí o filme tem 90 minutos de cena lerda? Aí fica brochante. Mas se você já sabe que o início será assim, talvez goste mais do que eu.

Cálculo da nota:

História: 3 / 4
Atores: 2 / 3
Medo/Suspense: 1 / 2
Estética: 1 / 1

Piores filmes de agosto: Terror


piores filmes

A tag de cinema andava bem parada porque os últimos filmes vistos foram tão ruins, mas tão ruins que não queria falar sobre. Mas pensei então em falar dos PIORES filmes, por que não? Aí então surge a categoria PIORES FILMES do mês!

Vi 3 filmes de terror e 2 entram no post de hoje (só porque o terceiro era tão chato que abandonei o filme depois de uns 45 minutos, então não posso avalia-lo por completo). Vamos começar:

gone_biayzawa

12 Horas

Título original: Gone

Sinopse básica: A categoria do filme está mais para suspense e policial. A garota principal do filme conta que sua irmã foi sequestrada pelo mesmo homem que a sequestrou no passado. Porém os policiais não acreditam nela, pois ela tem um passado conturbado que inclui o diagnóstico da loucura. Ela mesma resolve ir atrás de sua irmã e as coisas vão acontecendo.

Nota: 4 

(a nota varia de zero a dez)

Motivo: Sabe aquele filme que você pensa “Ah, té parece!”? Esse daqui é um deles. Tem uma sequência enorme de “té parece”, coisas que a personagem principal faz e que não tem o menor sentido. Tudo é obtido por ela de maneira tão fácil que fica com muita cara de surreal, forçado, fácil demais e bem longe da realidade.

Apesar de ser totalmente sem noção, ele é capaz de prender a nossa atenção e de querer saber o que é que vai acontecer em seguida, qual vai ser o próximo passo. Mas só, filme bem fraco mesmo.

Cálculo da nota:

  1. História: 1/4
  2. Atores: 2/3
  3. Medo: 0/ 2
  4. Estética: 1/1
theevildead_biayzawa

Uma noite alucinante

Ano 1981. Título original: The Evil Dead

Sinopse básica: Cinco amigos vão para o meio do mato e se hospedam numa cabana abandonada. Lá encontram um livro que fala sobre a volta dos mortos, o diabo etc. O amigo idiota lê em voz alta e o terror começa.

Nota: 1,5

(a nota varia de zero a dez)

Motivo: Ok, a história é puro clichê, mas dei um desconto porque o filme é dos anos 1980. Pelo mesmo motivo da idade do filme também dei um enorme desconto pela filmagem ser tosca demais, mas não tem como não dar risada ao ver que a Lua ao lado da cabana aparece num telão enorme super visível. Mas o que mais me deixou irritada não foi o fato da maquiagem ser tosca demais, nem o clichê da descoberta do livro escrito com sangue, mas sim dos erros na história e principalmente da reação dos personagens com o que estava acontecendo. Pense bem, se você e seus amigos estivessem no meio do nada e uma das suas colegas virasse um demônio com os olhos esbranquiçados, começasse a flutuar e falar com voz demoníaca, você ia falar que vai ali tirar um cochilo no quarto ao lado? E ia conseguir dormir? Ah, minha gente, falar que isso é irritante seria pouco! Tem muitas coisas sem noção e os atores me deram nos nervos.

Cálculo da nota:

  1. História: 1/4
  2. Atores: 0/3
  3. Medo: 0/2
  4. Estética: 0,5/1

Respostas: os títulos dos filmes favoritos

Lembram desse post com somente imagens dos meus filmes favoritos? Aqui vão os títulos seguidos da minha opinião pessoal sobre cada um, tentando contar um pouco mais sobre o filme, mas sem entregar a história toda. Resolvi dividir o post em algumas partes porque é muito filme para um post só (no total tem 70!).

Começando com 10 filmes – que não estão, necessariamente, em ordem de favoritismo. Clicando no título tem mais informações retiradas do adorocinema.com. A partir de hoje, todo Domingo terá postagem da resposta com os títulos e breve comentário até completar os 70 filmes favoritos.





1. Entrevista com o Vampiro (Interview with the Vampire)

Direção: Neil Jordan.

O melhor filme sobre vampiros! Baseado em Anne Rice e seu vampiro Lestat, a melhor criação desse ‘monstro': vampiro mau, sarcástico e muito sedutor. Sei as falas do Lestat de cor e salteado!



2. Edward Mãos de Tesoura (Edward Scissorhands)

Direção: Tim Burton

Edward é uma espécie de Frankstein com tesouras no lugar das mãos. Uma criatura amável, mas que acaba causando alvoroço na pequena cidade em que vive. É provavelmente o personagem mais fofo que Johnny Depp fez (adoro o Johnny. E quem não gosta?).



3. A Bela Adormecida (Sleeping Beauty)

Disney.

História do conto de fadas feita com perfeição, desenhos feitos a mão, quadro por quadro. Aurora é inspiração de delicadeza, as três fadas são engraçadinhas e a maravilhosa Maléfica, minha vilã favorita, com sua cor azul-esverdeada e queixo longo. Sei todas as falas de cor!



4. Dersu Uzala 

Direção: Akira Kurosawa

Bela história de um homem idoso que vive em plena harmonia com a natureza. Quem já conhece Kurosawa sabe que seus filmes são lentos, mas são deliciosos de se ver, ainda mais esse que aspira experiência e sabedoria. Dá vontade de abandonar a cidade.



5. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Le Fabuleux Destin d’Amélie Poulain)

Direção: Jean-Pierre Jeunet

Amélie é uma garota sonhadora, tímida e romântica. Esse filme é para quem admira os detalhes simples do dia a dia e vê beleza em situações que poderiam ser consideradas banais. E quem é sonhadora vai se identificar fácil fácil com Amélie (sou uma delas, rs!).



6. Anjos Rebeldes (The Prophecy), 1995

Direção: Gregory Widen

Para quem gosta de filmes de vampiros. Sim! Porque Cristopher Walken é um vampiro nato e vale a pena ver o filme focado no seu personagem de anjo Gabriel (que se  rebelou contra Deus e virou o que chamamos de Diabo). Sou apaixonada pelo Walken!



7. Cães de Aluguel (Reservoir Dogs)

Direção: Quentin Tarantino

Primeiro e, ouso dizer, o melhor filme de Tarantino!  Basicamente trabalhou apenas com um cenário no filme todo (primeiro filme, orçamento curto) e nem percebemos com tanta emoção e ansiedade para saber o que vai acontecer. Tudo é surpreendente!



8. Psicopata Americano (American Psycho)

Direção: Mary Harron

Cristian Bale no papel de um homem metrossexual que acaba revelando ser um serial killer. A história é muito boa, um dos melhores filmes de serial killers e Cristian Bale é simplesmente sensacional (um dos meus atores favoritos. Também imagino que ele faria um ótimo vampiro).



9. A Viagem de Chihiro 

Direção: Hayao Miyazaki

Não precisa gostar de anime japonês para ver esse filme. E também não é (só) para criança (se eu fosse uma, ficaria com medo). Miyazaki é um mestre e vale a pena conferir os detalhes da beleza de sua criação. A história é fofa, mas ao mesmo tempo, um pouco macabra. Uma história que quando você menos percebe já está totalmente mergulhado num outro universo.



10. Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany’s)

Direção: Blake Edwards.

Vou logo avisando que é filme para quem ama o mundo da moda. Já vi gente falando que é filme para mulherzinha, mas não é toda mulher que vai entender a personagem. Holly não tem muita grana, seu apartamento quase não tem móveis, mas ela ama entrar na Tiffany (loja de jóias). É lá que ela se desconecta dos seus problemas e mergulha num mundo de beleza. Audrey sempre musa, vale a pena conferir sua eterna elegância.



Só com esses filmes já deu para perceber que sou apaixonada por vampiros, não? rs!
Bom Domingo para todos!


.