conversas de moda

tempo-que-dura-roupas-sapatos-consumo-bia-yzawa

Quanto tempo dura roupa e sapato?

Você já parou para pensar quanto tempo dura uma roupa ou um sapato? De tempos em tempos, precisamos fazer uma faxina geral no armário e tirar as roupas que se desgastaram. E é nesse momento que percebemos que as roupas não duram tanto quanto gostaríamos.

Parece difícil saber com exatidão quanto tempo dura cada item, mas tenho respostas que podem ajudar para o consumo consciente; já que isso é importante na hora de avaliar o que precisamos comprar, a quantidade de cada um desses itens e se vai valer a pena comprar por aquele preço ou não.

tempo-dura-roupa-sapato-biayzawa-07

Já comentei minha reflexão de ter muita roupa para uma só pessoa e a necessidade fazer essa faxina mais profunda. Depois que fiz finalmente a limpeza geral nas roupas e sapatos, acabei tendo uma epifania: quanto tempo dura cada item do armário. É impressionante como esse consumo desenfreado pode fazer com que a gente se esqueça de que roupas e sapatos não são bens duráveis – com exceção, claro, de peças colecionáveis ou que costumam ser usadas apenas uma vez na vida (vestido de noiva, sapatos de estilistas etc).

Quando o assunto é “look” aqui no blog, tenho esse hábito de escrever o ano em que as roupas foram adquiridas. Isso servia para sublinhar que de fato eu uso minhas roupas várias vezes, sem o menor constrangimento para isso. Afinal, usar a mesma roupa é sinônimo de consumo consciente: a compra realmente valeu a pena, o guarda-roupa é bem construído, além de também entrar no conceito de sustentabilidade, pois não se descarta roupas de um dia para outro.

tempo-dura-roupas-sapatos-consumo-bia-yzawa-3

E todos esses “looks” acabaram servindo como documento para estudar quanto tempo dura uma única peça, seja roupa ou sapato.

Para ter uma ideia, abaixo mostro os itens que tiveram um desgaste significativo e que foram descartados. Descrevo também o tempo de duração de cada peça e o modo de uso: leve, moderado ou intenso. Olhem só:

divisa_cinza

JAQUETA de poliuretano* 

quanto-tempo-dura-roupa-sapato-biayzawa-03

  • Tempo de uso: 5 anos
  • Modo de uso: moderado
  • Marca: ASOS

Poliuretano é o material utilizado para ter aparência de couro, o tecido recebe uma película de compostos plásticos. Com o passar dos anos, essa película se desfaz e aos poucos vai descamando. Quanto tempo dura o poliuretano vai depender não só dos cuidados, mas também da intensidade de uso. Depois desse dia da foto, percebi que ele já estava se desfazendo. Ou seja, hora de passar para frente.

A jaqueta apareceu aqui nesse look com vestido azul e também lá no começo do blog, em 2012.

Pensando em ser ecologicamente correto, o material sintético acaba tendo seus pontos negativos: por ter componentes plásticos na composição, vai demorar muitos anos para ser decomposto. O couro natural é bio-degradável; ou seja, vai ser decomposto mais rápido; mas tem o lado negativo que é ser proveniente dos animais.

divisa_cinza

BOLSA DE POLIURETANO

tempo-que-dura-roupa-sapato-biayzawa-02
  • tempo de uso: 3 anos e meio
  • modo de uso: intenso
  • marca: MANGO

Para servir de comparação com a jaqueta, essa bolsa também é de poliuretano, porém eu a usei bastante – ao contrário da jaqueta. A duração da bolsa foi de três anos e meio, depois desse tempo, ela já começou a se desfazer. Ou seja, o poliuretano com alta intensidade de uso seria em torno de três anos.

Essa bolsa é um xodozinho. Apareceu aqui pela primeira vez em 2012 no meu look com coturno.

divisa_cinza

SAPATILHA COM GLITTER

tempo-que-dura-roupa-sapato-biayzawa-06

  • tempo de uso: 4 anos
  • modo de uso: leve
  • marca: Mentha Pimenta

Essa sapatilha só durou muito tempo porque eu quase nunca usava: ela não era muito confortável, então não me animava para usar. Sapatilhas não costumam durar muito, logo mais falo de duas sapatilhas com uso intenso para mostrar a diferença do tempo de duração dos sapatos.

Já usei no meu look militar com dourado e reapareceu esse ano no look cinza com amarelo.

divisa_cinza

CAMISA

quanto-tempo-dura-roupa-sapato-biayzawa-01
  • tempo de uso: 2 anos
  • modo de uso: moderado
  • marca: RENNER

Essa camisa foi separada para doação; ou seja, ainda estava boa para ser usada por quem necessita, mas resolvi me desfazer dela porque a qualidade mudou ao longo do tempo: o tecido perdeu a maciez e pequenas bolinhas começaram a aparecer. A composição da camisa era uma mistura de algodão com viscose. Pensando que essa peça veio de uma loja popular, acredito que durou relativamente bem.

A camisa amarela apareceu pela última vez no meu look cinza com amarelo e bota e também em 2013 no look amarelo com oncinha.

divisa_cinza

SAPATILHA BRANCA

quanto-tempo-dura-roupa-sapato-biayzawa-05

  • tempo de uso: 1 ano e 7 meses
  • modo de uso: intenso
  • marca: Satinato

Usei ao extremo essa sapatilha. Por ter usado demais em diversas ocasiões e ao longo de todo esse tempo, acredito que durou relativamente bem, já que sapatos rasteiros não costumam durar por ter mais contato com o solo.

Essa sapatilha apareceu quando estava com meu cabelo metade azul no look preto e branco, com a jaqueta esportiva e com o brilho discreto durante o dia.

divisa_cinza

SAPATILHA NUDE

quanto-tempo-dura-roupa-sapato-biayzawa-04

  • tempo de uso: 1 ano e 5 meses
  • modo de uso: intenso
  • marca: ZARA

Essa sapatilha faz já faz falta: usava muito, em todas as épocas do ano, em diversos lugares e situações. Por ter usado muitas vezes, acredito que durou o tempo esperado.

Aqui no blog, já usei essa sapatilha para passear, para ir ao médico e até mesmo na minha formatura de faculdade.

divisa_cinza

Agora deu para perceber mais ou menos quanto tempo dura um item que uso muito ou pouco. Acho bom pensar nisso na hora de repor itens no guarda-roupa para avaliar se vale a pena pagar mais caro em algo que pode durar “pouco” tempo ou o contrário.

 

Muita roupa para uma só pessoa

Ontem me deu uma aflição profunda. Queria tirar todas as roupas do armário e doar TUDO.

Parece que cansei do meu guarda-roupa. Percebi que tenho muitas peças sem uso e então veio essa vontade de fazer uma limpeza geral (mais uma vez) e ficar apenas com aquelas peças lindas de morrer e pelas quais sou muitíssimo apaixonada.

Problemas: isso não é nada fácil porque não dá para fazer isso assim, de uma hora para outra. Primeiro por motivos de espaço – haja lugar para deixar as roupas para doação, hein? Além disso, preciso de tempo pra organizar todas as peças nos seus lugares. E talvez não seja nem o tempo, mas é a falta de paciência para isso.

Mas eu comecei a limpeza. E parei aqui no computador para desabafar porque tudo o que uma pessoa organizada detesta é ver bagunça no próprio quarto, ainda mais perto da hora de dormir.

Tem vezes que sinto essas coisas e me dá “a louca”. Tenho a sensação de que tenho muita coisa, mas muita coisa acumulada há muito tempo. E o tanto de calça que resolvi desapegar dessa vez? Acho que tirei umas quinze do armário. Quinze! E isso porque sou uma só. Mas por que tinham quinze calças encostadas no guarda-roupa?

Primeiro que eu engordei, isso é um fato. Engordei rapidamente em apenas um ano e, juntamente com os quilinhos a mais, acabei perdendo a chance de usar várias peças. Mas eu não me desfiz porque achei que o peso a mais era só uma fase. Mas que nada… Já faz um ano e eu mantive o peso. As roupas não me servem mais e eu preciso desapegar. Mas tem umas calças tão lindas… Dá uma dor no coração ver que algumas nem cheguei a usar.

E aí juntou a aflição de querer ver o armário mais compacto junto com a raiva de não caber mais em algumas peças. Que sentimento horrível.

Queria muito ser minimalista e ter poucas peças no guarda-roupa, mas usá-las sempre. Queria tanto… Mas como pode isso ser possível? Como uma pessoa que ama roupas consegue viver com poucas roupas?

Fico pensando se essa vida minimalista seria para mim, se conseguiria viver assim para sempre. Não sei se duraria tanto tempo. Não sei se conseguiria me segurar ao ver uma estampa diferente, uma saia colorida exótica ou um lenço com bolinhas em azul royal.

Mas mesmo que a vida minimalista não se encaixe em mim nesse momento, vou usar essa vontade louca de desapegar de tudo para ao menos cortar esses exageros. Quero usar só aquilo que realmente amo demais, sem medo de estragar aquela blusa de paetês ou o blazer metalizado.

Vou sim… Mas agora preciso terminar a bagunça da noite, nem que seja ao menos pra abrir um espaço na cama e dormir.